Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

segunda-feira, 26 de junho de 2017

CONSIDERAÇÕES SOBRE O SENTIDO ESOTÉRICO DAS SESSÕES



Muitos Irmãos, seja pelo pouco interesse nos estudos, seja por não terem acesso às informações, desconhecem o que ocorre nas Sessões Maçônicas, além do que está ao alcance dos nossos sentidos físicos.

Segundo o Barão de Tschoudy “A Maçonaria Adonhiramita é dedicada aos Maçons instruídos”. Assim sendo, é corolário dos Adonhiramitas buscarem o conhecimento, a essência, os princípios e as explicações sobre os Mistérios e Rituais da nossa Ordem. Somos os guardiões de segredos que vêm sendo guardados e transmitidos de geração a geração, mas que é preciso estar preparado para recebê-los e entendê-los, como afirma o adágio místico: “Quando o discípulo está pronto, o Mestre aparece”.

Doravante faremos algumas considerações sobre os aspectos Místicos das nossas Sessões, sem pretensões de um maior aprofundamento, procurando mostrar que existe muito mais do que uma simples repetição de atos, despertando nos AAmad.’. IIr.’. o interesse, pois somente com o conhecimento podemos entender o que se passa.   

Do grande Plano da Evolução do Homem, participam várias Ordens e Escolas Místicas, dentre as quais a Maçonaria.

Todas fazem parte do que chamamos a “Grande Fraternidade Branca”, uma hierarquia Esotérica, composta pelos membros dessas Ordens no Plano Físico, e por seres que se encontram em outros Planos, Mundos e Dimensões. No comando dessa Grande Hierarquia Oculta, estão os Grandes Iluminados, e sob sua orientação, a Fraternidade trabalha orientando a humanidade no sentido da sua Evolução.

Nas Lojas Maçônicas, os Oficiantes das Cerimônias, são investidos pelos poderes transmitidos pelas forças que governam o Universo.

Esses poderes nos são transmitidos em Cerimônias Especiais, como a Investidura nos cargos, Iniciações nos Graus, e especialmente o Venerável Mestre na sua Instalação. A partir daí, sabe como aplicar a energia do Universo em benefício do homem, mediante a prática de certas Cerimônias e o emprego de certas Palavras e Sinais.

Evocamos essas forças a estarem presentes em vários momentos da Sessão, começando na sua Abertura, com os Cerimoniais da Incensação e do Fogo, que “abrem” um canal de comunicação entre nós e o Divino. Reafirmamos o recebimento desses poderes que usamos em algumas invocações como: “Em nome do Grande Arquiteto do Universo e de São João nosso Patrono”; “Em virtude dos poderes a mim conferidos...”; “Com o socorro dos IIr.’. presentes e ausentes...” ;“...em virtude dos poderes materiais, astrais e espirituais que me foram conferidos”; “Gr.’. Arq.’. do Univ.’., revigorai em nossas almas os dignificantes fluidos da força e da beleza...”

A celebração habitual CORRETA das nossas Cerimônias é uma aplicação da Força Oculta, que produz Vibrações Astrais. Estas causam efeitos à longa distância, pelas suas emanações, gerando uma grande onda de Paz Espiritual e Energia. Por isso, quando realizadas de forma ERRADA ou DISPLICENTE, nos “incomoda” tanto. 

Quebra esse canal através do qual a Energia Divina tem chegado a nós. 

Todos recebem este impulso energético efetivo, e seu efeito se dará principalmente por reflexo do Mental, ou pelo efeito da Vibração no Simpático. A realização semanal das Reuniões é para que recebamos pelo menos uma vez por semana esses impactos elétricos, promovendo em nós os efeitos benéficos de que são capazes. A partir daí, também nos tornamos transmissores dessa Energia, e se bem soubermos utilizá-la, seremos capazes de levá-la a outros, propagando os efeitos benéficos que recebemos. Por isso é que quem compreende o verdadeiro significado NÃO FALTA.

Cada um recebe o que está apto a receber, pois estamos em diferentes planos de evolução. Mas mesmo os mais “atrasados”, não podem deixar de se sentir melhores após a Sessão (é comum ouvirmos isso), enquanto que para os mais “adiantados” é um verdadeiro exercício espiritual. Há ainda um segundo efeito nas Sessões que só entra em atividade quando há um profundo “Sentimento Devocional” por parte dos AAmad.’. IIr.’.. A parte superior do Corpo Astral é iluminada, influenciando o Intuicional, que desperto pode moldar conscientemente o Astral, havendo um grande depósito de força. As imensas ondas de energia que ele atraiu, influenciam seus Corpos Superiores e põem suas vibrações pessoais em harmonia com os Veículos Superiores.

Todas essas experiências tornam o homem, mesmo que numa fração infinitesimal, melhor do que era antes, porque ele esteve por algum tempo em contato direto com forças de um mundo mais elevado.

Somente os que foram verdadeiramente Iniciados (Iniciação Interior), aqueles que compreendem o sentido do Ritual e o praticam com reverência e respeito, com cooperação, poderão atrair essa influência em sua totalidade.

Todos os Membros deveriam estar plenamente preparados para que a forma-pensamento coletiva fosse um conjunto harmonioso e ordenado. Mas se não todos, a presença de alguns conhecedores do Ocultismo, já ajuda aos demais IIr.’., por captarem as correntes de energia dispersas e fundi-las em uma só, evitando um massa caótica e interrompida, beneficiando a todos. Esperamos que a compreensão desses fenômenos pudesse levar os AAmad.’.IIr.’. a estudarem para conhecê-los e aplicá-los, para seu próprio benefício, da Loja a que pertence e de todos a quem possa levá-los, fazendo assim que nossa Ordem cumpra seu verdadeiro papel.

Nas Sessões, somente são capazes de dirigir os trabalhos e produzir todos os efeitos que já falamos aqueles que foram regularmente Instalados, numa cerimônia que esotericamente lhes transmite esse poder. Só àqueles que cumpriram o necessário Ritual são outorgados poderes nesse sentido. Só eles têm acesso ao reservatório das energias cósmicas, e de acordo com os preceitos, constituirá o método correto e misterioso para colher e fazer descer até nós essas energias.

Quando o Venerável tem uma especial devoção e dedicação, compreendendo o que faz, põe o coração e a “alma” no seu trabalho. Seus sentimentos são irradiados e despertam sentimentos idênticos em cada Irmão, e a difusão da Força invocada beneficia toda a Loja, assim como quem a dirige.

Quando os sentimentos de todos na Loja também são de reverência e devoção, ajudam a quem dirige e aumentam consideravelmente a quantidade de Energia Espiritual emanada, em resposta à devoção. Quanto mais instruído o Maçom, mais elevada sua devoção, e mais eficiente o trabalho. Aplicada a forma litúrgica correta, a participação ou indiferença dos participantes não interfere no fluxo que desce desde que o Venerável possua as qualificações necessárias para ter acesso a esse “reservatório energético”. Apenas fará com que recebam mais ou menos os benefícios.

E mesmo um Venerável que ignore o que realmente está fazendo, e não tenha conhecimento da natureza do ato, produzirá a mesma descida da energia se proceder corretamente, de acordo com o Ritual, pois conhece a “linguagem”, e tudo foi disposto cuidadosamente para que as Cerimônias funcionassem ainda que o celebrante e os assistentes não tivessem compreensão inteligente de seus métodos ou resultados.

Em resumo podemos dizer que o resultado final é o de receber e distribuir a grande Emanação de Força Espiritual, a Difusão da Vida e da Energia procedentes dos Mundos Superiores. Um canal seguro, por aonde o Amor Divino vai a todas as criaturas, pois só o Criador é o Centro de irradiação dessas Energias.

As nossas Reuniões, embora pareçam pequenas ou sem importância, quando bem organizadas e realizadas de forma CORRETA, são capazes de irradiar uma profunda Influência.

Aqueles que desprezam esses admiráveis Ritos perderam quase todo o aspecto Oculto e não podem obter a mesma Elevação nem os mesmos benefícios daqueles que conhecem o significado do que estão realizando e adotam o sentimento devocional. Essa ignorância conduz seus adeptos a muitos dos resultados deploráveis que vemos atualmente.

Como sabemos, estamos em diferentes níveis de evolução, e a compreensão desses fenômenos místicos, muitas vezes está acima da capacidade de compreensão do indivíduo naquele estágio em que se encontra.

Não foi alcançada ainda a quintessência. Os valores materiais ainda dominam.  Vemos comportamentos incompatíveis com a profundidade do ato que se realiza, como brincadeiras e displicência na execução.  Ficam algumas interrogações sobre essas pessoas que desprezam o conhecimento:
- Que espécie de provisão a Natureza faz para elas?
- Como são compensadas pela sua incapacidade de apreciar e partilhar os benefícios?
- Quais as fontes abertas para elas, e onde podem obter um progresso?

Infelizmente estamos longe da Perfeição, e a maior parte está longe de reconhecer a necessidade do conhecimento e da devoção, encontrando-se em estágios intermediários ou mesmo elementar de evolução.

Acreditamos que após estas considerações, os AAmad.’. IIr.’. compreendem melhor o porque dos nossos Rituais insistirem na execução correta das Cerimônias. Abaixo, transcrição de orientação constante do nosso Ritual do Grande Oriente do Brasil:
“É imprescindível a adequada preparação individual, mediante prévia e atenta leitura deste Ritual, o qual tem que ser rigorosamente executado, tal como nele está disposto, para o perfeito desenrolar de qualquer Sessão... 

Nos trabalhos litúrgicos, em qualquer Sessão, é proibida a inclusão de cerimônias, palavras, expressões, atos, procedimentos ou permissões que aqui não constem ou não estejam previstos, assim como é vedada a exclusão de cerimônias, palavras, expressões, atos, procedimentos ou permissões que aqui constem ou estejam previstos...”

     
Vitor Xavier da Silva
(Ne Varietur - Luiz Alves de Lima e Silva MI 33)
Mui Ilustre Grande Patriarca Segundo Vice-Regente
Excelso Conselho da Maçonaria Adonhiramita


Postagens populares